Quando pensava em parar,

O telefone tocou. Então uma voz que eu não ouvia há muito tempo, tanto tempo que quase não a reconheci (mas como poderia esquecê-la?), uma voz amorosa falou meu nome, uma voz quente repetiu que sentia uma saudade enorme, uma falta insuportável, e que queria voltar, pediu, para irmos às ilhas gregas como tínhamos combinado […]

A grande questão a ser respondida pelo homem não é quem sou, mas o que desejo. Nós somos definidos pelos nossos desejos, pelas escolhas que fazemos influenciados por eles. Mas por que os seres humanos costumam fazer coisas que não querem? Ou que não sabem que querem. Por que costumamos ser tão cegos aos nossos […]

“Volta que eu cuido de ti e dou um jeito qualquer de tu ficares bom e então nós podemos ir embora(…) qualquer outro lugar onde tu possas ficar completamente bom do meu lado e para sempre, volta que eu te cuido e não te deixo morrer nunca.” Caio Fernando Abreu

O amor é o ridículo da vida

A gente procura nele uma pureza impossível, uma pureza que está sempre se pondo, indo embora. A vida veio e me levou com ela. Sorte é se abandonar e aceitar essa vaga ideia de paraiso que nos persegue, bonita e breve, como borboletas que só vivem 24 horas. Morrer não doi. – Cazuza.

” Não percas a tua fé entre as sombras do mundo. Ainda Que Os Teus pés estejam sangrando, segue para a frente, erguendo-a por luz celeste, acima De ti mesmo. Crê e trabalha. Esforça-te no bem e espera Com paciência. Tudo passa e tudo se renova na terra, mas o que vem do céu permanecerá. […]

Sozinhos na noite

Estamos nós dois, sentados na varanda olhando as estrelas. A luz do luar era o que iluminava aquela varanda escura, e seus olhos brilhavam como as estrelas. Era muito bom estar ao teu lado, ouvir tua voz, beijar teus lábios. Mesmo que você não demosntre sentir prazer nessas coisas simples comigo. São tantas implicações, tantas […]

Não me prendo a nada,

Que me defina. Sou companhia, mas posso ser solidão… Tranqüilidade e inconstância, pedra e coração. Sou abraços, sorrisos, ânimo, bom humor, sarcasmo, preguiça e sono. Música alta e silêncio. Serei o que você quiser, mas só quando eu quiser! Não me limito, não sou cruel comigo! Serei sempre apego pelo que vale a pena e […]

Roubou-me de mim.

A chuva toca o meu corpo, aliviando-me do peso da dor, da consciência. Eu fecho meus olhos, faço um pedido ao céu e sinto seus lábios tocando os meus, seus braços envolvendo meu corpo, e permaneço nessa ilusão criada pelo desejo incontrolável de você. A chuva para. É o despertar. Fugir de você não dá. […]

Não quero mais sangrar.

Nada faz parar, nenhum curativo pode esconder, e sempre que parece melhorar tudo volta a acontecer. Profundos cortes que arrancaram tudo que um dia houve em mim, e nunca vão cicatrizar, nenhuma dor é tão insuportável quanto esta, nenhum martírio é tão incessante e não há nada nem ninguém que possa agüentar. Não quero mais […]