Meu Mundo

Não pertenço mesmo. Pertenço ao meu mundo, perdido em meus devaneios, amores, completudes insensatas, loucura de poeta romântico com alma carregada. Sou uma partícula de poeira estrelar que caiu aqui sem querer, hoje, cava palavras para imitar as constelações, as mesmas que um dia a elas pertenci. Tenho aqui comigo, guardado em segredo, a cápsula […]

Sobre os Horizontes

Há dois horizontes em nossa vida: o primeiro, batizei de saudade, o segundo de agonia. Saudade, quem sabe, o amor torne a florescer; agonia de te olhar nos olhos e desejar tua boca. Horizontes que todas as noites se cruzam, lutam entre si para saber qual dos dois dominará meu dia seguinte. Essa saudade mal dormida […]

Sentimentalismo indecifrável

Antes de ti, doente era minh’alma pelo ópio poético de dias intermináveis. Um mecanismo de desastres da psique, uma engrenagem com volantes falsos; um vagão vazio de pessoas, abarrotado de vivências incompletas e amores mais sortidos do que balinha colorida de moleque. Um trem sem freio vagando pelo obscuro do meu mundo, carregando gente que […]

Não quero perder nada

Eu poderia ficar acordado só para ouvir você respirando. Observar você sorrir enquanto está dormindo. Enquanto está longe e sonhando. Eu poderia passar minha vida nessa doce rendição. Eu poderia continuar perdida nesse momento pra sempre. Todo momento que passo com você, é um momento que eu valorizo. Não quero fechar meus olhos. Eu não […]

Forasteiro

É primavera, curam tristezas, tudo muda demais por aqui, Forasteiro, tua distancia, se eu sentisse, poderia mudar, mas não vou. Por onde é que andarás, só me diga e eu prometo, esse rio descansará Você frio, perto da noite, longe de mim e eu mal sei, onde estou, cruzei vilas, me perdi, além das ruas, […]

Te Olhando

Você me diz que eu te olho profundamente. Desculpa, tudo que vivi foi profundamente. Eu te ensinei quem sou e você foi me tirando os espaços entre os abraços, guarda-me apenas uma fresta. Eu que sempre fui livre, não importava o que os outros dissessem. Até onde posso ir para te resgatar? Reclama de mim, como se […]

Ontem chorei

Por tudo que fomos. Por tudo o que não conseguimos ser. Por tudo que se perdeu. Por termos nos perdido. Pelo que queríamos que fosse e não foi. Pela renúncia. Por valores não dados. Por erros cometidos. Acertos não comemorados. Palavras dissipadas.Versos brancos. Chorei pela guerra cotidiana. Pelas tentativas de sobrevivência. Pelos apelos de paz […]

Eu vou gostando, eu vou cuidando, eu vou desculpando, eu vou superando, eu vou compreendendo, eu vou relevando, eu vou… E continuo indo, assim, desse jeito, sem virar páginas, sem colocar pontos. E vou dando muito de mim, e aceitando o pouquinho que os outros têm para me dar. Caio Fernando Abreu

E na realidade,

Onde fica a porra do ‘felizes para sempre’ que eu sempre acostumei a ver e ouvir? O pior de tudo é que quem reverteu isso, foi quem me disse todo esse tempo que iria ser pra sempre, foi uns dos primeiros aacabar com tudo. Mas por favor, se for embora, que seja da melhor forma, que seja devagar, aos […]

“Você vai me abandonar e eu nada posso fazer para impedir. Você é meu único laço, cordão umbilical, ponte entre o aqui de dentro e o lá de fora. Te vejo perdendo-se todos os dias entre essas coisas vivas onde não estou. Tenho medo de, dia após dia, cada vez mais não estar no que […]

“Chorar por tudo que se perdeu, por tudo que apenas ameaçou e não chegou a ser, pelo que perdi de mim, pelo ontem morto, pelo hoje sujo, pelo amanhã que não existe, pelo muito que amei e não me amaram, pelo que tentei ser correto e não foram comigo. Meu coração sangra com uma dor […]

Old life

Durante muito tempo, tentava agradar a todos, mas percebi que a unica pessoa na qual eu deveria agradar era eu mesmo,mas não foi fácil chegar a essa conclusão, tive que abandonar sonhos, sofrer,chorar… “após uma tempestade, viria o sol” e exatamente isso que aconteceu, meus olhos foram abertos e minhas correntes quebradas, foi quando percebi […]

“Houve um tempo em que eu tinha o brilho das estrelas no olhar, tempo este em que a luz do luar se tornava ainda mais bela ao som de um vilão, lá no alto da pedra! Roubavamos manga no quintal do vizinho apesar de ter um pé de manga no nosso quintal, íamos também nadar […]