Alguém me salva?

Alguém tira a dor que grita implorando para que eu desista? Eu sei que não é tão simples, fácil e de mão-beijada receber ações boas de outras pessoas, mas estou suplicando ajuda. Eu preciso disso mesmo, preciso de gente que se preocupa.. Preciso de gente que ajuda. Que chora, que implore para que eu fique. […]

Sabe de uma coisa?

Não, você não sabe. Vou te contar. Eu ando tão sensível. Precisando assim de uma palavra suave, de um gesto inesperado – e belo. Você consegue me surpreender de um jeito bom? Diz que sim, preciso tanto de você. Que coisa louca essa: a gente precisa de alguém. Mas, sabe, a gente sempre precisa de […]

Meu Mundo

Não pertenço mesmo. Pertenço ao meu mundo, perdido em meus devaneios, amores, completudes insensatas, loucura de poeta romântico com alma carregada. Sou uma partícula de poeira estrelar que caiu aqui sem querer, hoje, cava palavras para imitar as constelações, as mesmas que um dia a elas pertenci. Tenho aqui comigo, guardado em segredo, a cápsula […]

Sobre os Horizontes

Há dois horizontes em nossa vida: o primeiro, batizei de saudade, o segundo de agonia. Saudade, quem sabe, o amor torne a florescer; agonia de te olhar nos olhos e desejar tua boca. Horizontes que todas as noites se cruzam, lutam entre si para saber qual dos dois dominará meu dia seguinte. Essa saudade mal dormida […]

Sentimentalismo indecifrável

Antes de ti, doente era minh’alma pelo ópio poético de dias intermináveis. Um mecanismo de desastres da psique, uma engrenagem com volantes falsos; um vagão vazio de pessoas, abarrotado de vivências incompletas e amores mais sortidos do que balinha colorida de moleque. Um trem sem freio vagando pelo obscuro do meu mundo, carregando gente que […]

Eu adoro suas mentiras

Você diz que acorda sem pensar em futuro, que come depressa para não perder tempo, que não olha para os carros enquanto atravessa a rua. Você passa o dia inteiro fazendo por fazer, aprendendo para nada. Odeia todas as sinalizações e as esperas que é obrigado a aturar. Suas horas correm no momento em que […]

Tudo o que eu quero

Eu quero é viver, esquecer os problemas, ou boa parte deles. Sorrir sem ter motivo, estar perto de quem eu amo, errar, acertar, aprender, criar, me divertir. Sonhar, realizar, desejar, cuidar, ter carinho, dar carinho, se doar. Ter amigos de verdade, falar bobeira, ouvir a mesma música sem parar, rir lembrando do passado e não […]

Para a minha Mãe

Onde você está? Eu acordei gritando por você na noite, mas você não veio me acalmar. Mãe eu estou morrendo de saudade. É um suplício olhar os seus olhos tristes, mas é ainda mais grave não os tê-lo para olhar. Eu preciso das suas músicas antigas, do seu sorriso lindo, do seu cheiro doce, dos […]

Certamente,

Tudo o que eu faço é errado. Minhas palavras são erradas, o meu jeito de ser é errado, tudo, cada movimento, cada pedaço de mim. Sou criticado por todos, e quero me referir a todos mesmo, até os que não me conhecem, principalmente eles. São ditas palavras ridículas a meu respeito, palavras que eu nem […]

E dói saber

  Que tudo na vida tem um fim, e que esse fim sempre decepciona. Dói saber que tudo aquilo que eu vivi foi uma ilusão, que eu fui tão boba ao ponto de acreditar que tudo aquilo era pra sempre. e dói mais ainda saber que o tempo não volta atrás, que eu não posso viver tudo aquilo de novo, que agora tudo teve um fim de verdade, que tudoacabou definitivamente.

Nunca Julgue

Pior mesmo é quando você é de um jeito, e as pessoas ao seu redor acham que não é bem assim e te julgam mal, sem ao menos saber quais são suas qualidades e virtudes, simplesmente por ‘achar’. ‘Me conheça depois me julgue.’, que bom se todos pensassem assim. Mas as coisas são completamente diferentes, […]

Pseudos Amores

Sabe, estou farto de tanto pseudo-amor por aí. Mal se conhecem e já trocam juras para eternidade, e em poucas semanas tal juramento já é facilmente quebrado. Na minha época só se dizia “Eu te amo” para quem realmente nós amávamos, e olhe lá! Amor é abstrato, incapaz de ser visto e tocado pelas mãos, […]

Amor

O amor é aquela surpresa deliciosa (detesto surpresas, mas essa é diferente). Amor é aquele gostinho bom de todas as frutas do mundo. Amor é perder o chão, o teto, as paredes. Amor é apreciar cada gota de chuva que cai, e sentir em cada uma delas um gosto diferente, um gosto de felicidade completa. […]