Pseudos Amores

Sabe, estou farto de tanto pseudo-amor por aí. Mal se conhecem e já trocam juras para eternidade, e em poucas semanas tal juramento já é facilmente quebrado. Na minha época só se dizia “Eu te amo” para quem realmente nós amávamos, e olhe lá! Amor é abstrato, incapaz de ser visto e tocado pelas mãos, mas que está ali, dentro de nós, pronto para ser de alguém. Não qualquer alguém. Onde quero chegar é; amar está se tornando algo tão fútil. Não existe mais aquela beleza em dizer amar tal pessoa. É tudo tão óbvio. Clichê. Chato. Há grande diferença em estar apaixonado com estar amando. Estar apaixonado é estar cego e ao mesmo tempo ver somente aquilo que quer ver. Vivendo perigosamente cada segundo e pouco se importando com o segundo seguinte. Ao contrário disso, amar é você enxergar tudo nitidamente e talvez até além daquilo que alguns sequer vão enxergar um dia. É amar hoje e ver o seu futuro com a pessoa amada. E provar isso com atitudes e não apenas com palavras bonitas. Deixo claro que não estou aqui para julgar ninguém, cada um sabe bem o que faz. Você pode gostar de muitas pessoas, estar com algumas, mas no final amará apenas uma. Então ao invés de jurar amor eterno a alguém, ao menos tenha certeza de que o que está sentindo de fato é amor.

E se for, ame verdadeiramente e sem medo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s